terça-feira, 7 de outubro de 2014

Tosse

O sono não me vem
o estomago não me vai
parado por entre a tela nada me distrai
e como eu já sabia que essa noite não acabaria
por entre os retalhos desse colchão sem sono
adorno bonito de uma casa vazia
como ponte por onde cairia

sem lugar pra passar
sem lugar algum para pensar
sem tempo de saber o quanto

poderia ter sido bom viver por aqui
sem mesmo saber onde realmente é meu lar

mas nem por isso deixarei
de sentir esse limão no esôfago
porque hoje já é ontem

sem tesouros escondidos
sem pontas achadas e acesas

aparada sobre a mesa apenas minha alma
tosse rouca de razão por saber
que nessa noite do chão
apenas me sobrou um pedaço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário