terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Cada cinco minutos

A cada cinco minutos uma sirene
o pai de Roni desabafa
e de nada adianta
alvejado foi seu filho pelo Giro
aberto para sempre ao julgamento
das pessoas educadas
o neo liberalismo que não higieniza diferenças sociais

Dois disparos
sempre serão dois disparos
tiros de miséria [córdia]
cordata philo escravidão

A cada cinco minutos uma sirene
cada meia hora 300 mililitros de chuva ácida

a incessante busca humana pelos estereótipos, apenas reforça a divisão
dos humanos em castas higienistas da alma


Nenhum comentário:

Postar um comentário