sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Vazios poentes

De todos os vazios
 refletidos no pôr
  do sol

Dádiva é senti-los
 mesmo impossível
  sonhar dentro deles

Sonho oco de ser
 importante
  e morrer como um

A luta pela porta
 monolítica libertária
  como acerto

A ilha da vida
 movendo-se
  tectonicamente

Nenhum comentário:

Postar um comentário