sexta-feira, 3 de junho de 2016

Morte aos Heróis

As incapacidades florescem
em cada vez onde o céu
[a] celera..
      cinza

As manhãs onde desabam pesadelos
ao meio do dia
ardem infinitos
   durante a tarde

Glóbulos atropelam a vida
minutos antes do abismo

... gentil útil vassalo
      engrenagem educada
tu és Maquinal
         maquinismo...

Então quão heróis
acima do assoalho
elevados são
do mesmo chão
que de caixão lhe serve

Pedestais & Sepulcros
determinismos não naturais
indeterminados existenciais
a construir melhores humanos
são cadafalsos morais
                                imorais

Perpetuar esta escravidão
nestas instituições máquinas
                       é A Morte
destruí-las
                       é Revolução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário